Angolana Biocom inicia a venda de açúcar em julho

    A Companhia de Bioenergia de Angola (Biocom) iniciará a comercialização de açúcar em julho deste ano. A informação foi divulgada pelo diretor geral adjunto da empresa, Luís Bagorro Júnior, em entrevista à Agência Angola Press.

    Em 17 de junho, teve início a primeira colheita de cana-de-açúcar da Biocom. Segundo Bagorro, a companhia produzirá, inicialmente, cerca de 47 mil toneladas de açúcar por ano, que serão embaladas e comercializadas em sacos de 50 quilos.

    De início, a produção será vendida para comerciantes nacionais e, portanto, destinada ao consumo interno. A empresa pretende começar a exportar na campanha agrícola de 2019/2020, quando estima atingir a capacidade máxima instalada de 256 mil toneladas por ano.

    Além de açúcar, a Biocom destina-se à produção de etanol e energia elétrica. Localizado no Polo Agroindustrial de Capanda, o empreendimento é uma parceria entre a angolana Cochan, a brasileira Odebrecht e a estatal angolana Sonangol. As duas primeiras detém, separadamente, participações de 40%, enquanto a última possui 20%.

Leia também:

Angola volta a exportar bananas para a Europa após 42 anos

Grupo português anuncia abertura de restaurantes em Angola

PUBLICIDADE

Acompanhe a Mercados & Estratégias