Governo de Angola deverá aumentar taxas de importação de diversos produtos em 2017

    Até o final de 2017, o Governo de Angola deverá aumentar as taxas de importação de uma série de produtos, com destaque para o setor agrícola. A medida é esperada no âmbito da nova pauta aduaneira do país, cuja versão final já está concluída e, dentro de algumas semanas, deverá ser submetida para a aprovação do Conselho de Ministros.

    Em declarações à Agência Angola Press, o administrador da Administração Geral Tributária de Angola (AGT), Hermenegildo Gaspar, afirmou que a nova pauta aduaneira terá como objetivo incentivar a produção nacional, principalmente no setor da Agricultura. Ainda não foram revelados, no entanto, maiores detalhes sobre quais produtos sofrerão alterações.

- Continua depois da publicidade -

- - -

    A pauta aduaneira atual entrou em vigor em 2014. Nessa ocasião, já haviam sido aumentadas taxas de importação de uma série de produtos agrícolas, veículos, papeis e materiais de construção, dentre outros.

Leia também: A situação atual da economia de Angola

Leia também: Angola e Moçambique entre os principais destinos de investimento estrangeiro na África

Leia também: Relatório Doing Business aponta pioras no ambiente de negócios de sete países da CPLP

    A nova versão começou a ser elaborada em 2016. Segundo o administrador da AGT, o documento entrará em vigor ainda em 2017.

    A economia de Angola enfrenta hoje um período de desafios devido a recentes quedas nos preços do Petróleo, produto responsável por cerca de 95% das exportações e 65% das receitas públicas do país. Para reduzir essa dependência, o Governo angolano anunciou diversos esforços para promover a diversificação produtiva nacional.

Acompanhe a Mercados & Estratégias