Governo de Angola renova proibição de importação de cimento para 2016

    A proibição de importação de cimento para Angola que vigorou em 2015 foi renovada para todo o ano de 2016. A medida foi estabelecida por um decreto executivo assinado em 26 de janeiro por um conselho de quatro ministros do país.

    Segundo o documento, a capacidade produtiva de cimento instalada em Angola é de aproximadamente 8 milhões de toneladas por ano, enquanto a procura anual por esse produto no país é de pouco mais de 5 milhões de toneladas. O decreto acrescenta que há indícios de capacidade exportadora sem ameaçar o suprimento nacional.

    Assim como vigorou em 2015, as únicas exceções à proibição são as províncias de Cabinda, Cunene e Cuando Cubango, que terão cotas de importação de 150 mil toneladas. O decreto foi assinado pelos ministros da Economia, da Indústria, do Comércio e da Construção. Fonte: Agência Lusa.

Acompanhe a Mercados & Estratégias