Guiné-Bissau inaugura balcão único para a exportação de castanha de caju

Em 25 de maio, entrou em funcionamento, na Guiné-Bissau, o balcão único para a exportação de castanha de caju.

Lançado dentro do âmbito do Ministério de Comércio, Indústria e Artesanato, o projeto tem como principal finalidade a facilitação dos procedimentos burocráticos para as vendas do produto agrícola ao exterior. A cerimônia de inauguração foi presidida pelo ministro de Economia e Finanças do país africano, Geraldo Martins.

De acordo com o ministro, o balcão também possui uma grande relevância estatística, uma vez que facilita ao Governo a recolha de informações acerca da comercialização da castanha de caju, principal produto na pauta exportadora da Guiné-Bissau.

Martins acrescentou que o Governo bissauguineense espera que a presente campanha de produção de castanhas de caju apresente uma considerável melhoria frente ao ano anterior, quando o país exportou 136 mil toneladas. O Governo e a Associação dos Exportadores e Importadores da Guiné-Bissau estimam que as vendas ao exterior devem subir para 200 mil toneladas em 2015 devido à subida da produção e dos preços. Fonte: Macauhub/GW.

Acompanhe a Mercados & Estratégias