Guiné Equatorial adere ao sistema aduaneiro das Nações Unidas

    Em 3 de junho, o Governo da Guiné Equatorial assinou um convênio de adesão ao Sistema Automatizado para Dados Aduaneiros (do inglês, ASYCUDA), programa organizado pela Organização das Nações Unidas (ONU). O documento foi assinado no Ministério da Fazenda e do Orçamento do país africano pelo ministro dessa instituição, Miguel Engonga Obiang (foto), e pelo coordenador regional do programa, Yannick Goujon.

    O ASYCUDA é um sistema informático que tem como objetivo apoiar a gestão dos procedimentos aduaneiros de um país ou região. Na Guiné Equatorial, o programa ajudará a aperfeiçoar os trabalhos da Direção Geral Aduaneira e da Direção Geral Fiscal, além de outros serviços ligados ao Ministério da Fazenda. O convênio assinado prevê o investimento de € 31 milhões pelo Governo equatoguineense e, de acordo com Miguel Obiang, também será útil na luta contra atividades ilícitas nas exportações e importações do país, como o contrabando e a corrupção. Fonte: Oficina de Información y Prensa de Guinea Ecuatorial.

Acompanhe a Mercados & Estratégias