Moçambique prevê queda do investimento estrangeiro

 

        Durante o ano de 2016, Moçambique deverá passar por uma queda na entrada de investimentos estrangeiros, prevê o Centro de Promoção de Investimentos do país (CPI).

    Em declaração ao jornal moçambicano O País, o diretor geral do CPI, Lourenço Sambo, declarou que a entrada de investimentos será afetada pelas crises econômicas vividas em alguns dos países que mais investem em Moçambique. Sambo lembrou, como exemplo, de conturbações econômicas pelas quais passam Brasil e África do Sul, que estão entre os dez países que mais investiram em Moçambique nos últimos anos.

        Além do cenário internacional, o diretor geral do CPI ressaltou os efeitos negativos de questões internas de Moçambique, como a queda dos preços dos produtos mais exportados e a tensão política pela qual o país passa. Esses fatores, segundo Sambo, foram os principais motivos para a recente queda dos investimentos estrangeiros, que desceram de US$ 7 bilhões em 2014 para US$ 1,3 bilhões em 2015.

Leia também:

"Como internacionalizar sua empresa", por José Villa Cardoso

Secas prejudicam produção agrícola em Moçambique

Acompanhe a Mercados & Estratégias