Portuguesa Mota-Engil será corresponsável pela construção de um porto e uma linha de ferro em Moçambique

    A portuguesa Mota-Engil vai construir uma linha de ferro com extensão de 500 quilômetros e um porto de águas profundas na região central de Moçambique em parceria com a chinesa CCEC. A informação foi divulgada em 14 de março ao jornal português Expresso pelo presidente executivo da concessionária dessa operação, Thai Moçambique Logística, José Pires da Fonseca.

    O consórcio luso-chinês foi o vencedor do concurso para a construção de um porto para navios de até 80 mil toneladas em Macuse, cidade na província da Zambézia, e de uma linha de ferro que ligará esse porto às minas de carvão de Moatize. O contrato, no valor de 2,3 bilhões de dólares, prevê que as obras deverão ter uma duração de 36 meses.

- Continua depois da publicidade -

- - -

    Também haviam apresentado propostas no concurso a brasileira Andrade Gutierrez, duas construtoras da China, uma da Turquia a uma da Coreia do Sul. A vitória da Mota-Engil já havia sido anunciada à Rádio Moçambique em 13 de março pelo presidente do Corredor de Desenvolvimento da Zambézia, Abdul Carimo, mas poucos detalhes foram revelados. No mesmo dia, as ações da construtora portuguesa valorizaram quase 5%.

Leia também: Entrevistamos a Embaixadora de Moçambique junto da CPLP, Fernanda Lichale

Leia também: Moçambique poderá transformar carvão para abastecer siderurgia no Brasil

Leia também: Brasileira Vale aumentou produção de carvão em Moçambique

    O projeto em questão tem como objetivo criar um novo corredor de escoamento do carvão extraído em Moatize, uma das maiores reservas mundiais dessa rocha. Segundo Fonseca, o carvão escoado será principalmente destinado a siderurgias e centrais térmicas na China, na Índia, no Japão e na Tailândia. O grande diferencial desse projeto, portanto, será o escoamento do carvão térmico. A linha de ferro também trabalhará no transporte de passageiros entre Quelimane, capital da Zambézia, e a província do Tete.

Acompanhe a Mercados & Estratégias