Produção de café de Angola deve triplicar em dois anos

    Em 10 de março, o Instituto Nacional do Café de Angola (INCA) lançou um programa que pretende triplicar a produção cafeeira do país em dois anos.

    Conforme citado pela agência Angop, o diretor nacional do INCA, João Ferreira Neto, afirmou que o programa não é baseado no estímulo da cultura, mas no apoio aos que já produzem café no país. Desse modo, o instituto prevê a entrega de 250 milhões de mudas, o que deverá aumentar a produção anual do grão de 10 mil para 30 mil toneladas.

    Angola, que já chegou a ser o quarto maior exportador de café do mundo, vê hoje esse potencial como uma forte oportunidade de diversificação da produção nacional. Estudos realizados recentemente pelo INCA apontaram que o país tem capacidade para, no médio prazo, produzir 50 mil toneladas de café comercial por ano. Atualmente, a commodity é produzida em uma área total de 18 mil hectares distribuídos em 10 das 18 províncias do país.

Leia também:

Secas prejudicam campanha agrícola em Moçambique

Agronegócios na CPLP: Entrevista com o presidente da Câmara Agrícola Lusófona

Acompanhe a Mercados & Estratégias